Projeto de valorização da água em pulverizações agrícolas será apresentado pela Basf e IAC no Sintag
13/10/2008

Com objetivo de atender necessidades do mercado por novas tecnologias, e com a busca por redução de custos para o setor sucroalcooleiro, a Basf, uma das principais fabricantes de defensivos agrícolas do País, juntamente com o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e Usinas de São Paulo iniciaram uma parceria no Projeto PROVAR - Programa de Valorização da Água em Pulverizações Agrícolas. Iniciados em junho deste ano, os ensaios do PROVAR vêm sendo feitos em áreas comerciais de seis usinas do estado. As avaliações consideram a utilização de menores volumes de água na aplicação, com uso do herbicida Plateau®, da Basf, em diferentes épocas do ano (início, meio e fim da safra), durante 3 anos. Plateau® é destinado à soqueira (lavoura de cana-de-açúcar após o primeiro ano de colheita) e pode ser aplicado tanto no período seco como úmido, ao contrário dos herbicidas comuns, que só podem ser aplicados na época úmida. “Nos últimos anos, a Basf vem trabalhando no desenvolvimento de novas moléculas que possibilitaram ao setor agregar produtividade e eficiência ao sistema produtivo da cana, e com o Plateau® foi criada uma nova modalidade de uso, podendo ser aplicado no período seco. Pela eficácia já comprovada, o herbicida foi escolhido para a pesquisa do PROVAR, avaliado com diferentes volumes de calda, tamanhos de gotas e épocas de aplicação”, explica Redson Vieira, Gerente de Marketing de Cana e Amendoim de Proteção de Cultivos da Basf. Coordenado pelo Diretor do Centro de Engenharia e Automação do IAC, Hamilton Ramos, o PROVAR almeja medir a eficiência proporcionada pela adoção de menores volumes de água na aplicação do herbicida em pré-emergência na cana-de-açúcar durante três épocas do ano, principalmente em ganhos econômicos e de tempo. De 15 a 17 de outubro, acontecerá em Ribeirão Preto (SP) o IV SINTAG - Simpósio Internacional de Tecnologia de Aplicação de Agrotóxico, com o tema “Segurança em tecnologia de aplicação“. Durante o evento serão apresentados os resultados preliminares alcançados no estudo com a redução no volume de calda do Projeto PROVAR. Outros ganhos também estão sendo avaliados como: redução no custo de transporte, aumento da capacidade de pulverização e benefícios ambientais.

(Fonte: Site da Basf)