Programa Mata Viva, da Basf, realiza plantio de mudas em Campo Florido (MG)
29/09/2008

O Programa Mata Viva de Adequação e Educação Ambiental continua promovendo o plantio de mudas nas fazendas cadastradas para a recuperação de áreas degradadas. Na próxima terça-feira (30), às 10h, será realizado um plantio comemorativo na Fazenda São Sebastião, em Campo Florido (MG). O plantio já está em andamento na fazenda. Cerca de 40 mil mudas de espécies típicas do cerrado irão recompor 24 hectares. “A recuperação das áreas de preservação permanente com restabelecimento da flora é um grande e concreto passo para harmonizar ainda mais a convivência do agricultor com o meio ambiente. Ações como essa poderiam multiplicar-se aos milhões, contribuindo com a sustentabilidade da agropecuária”, diz Silvio de Castro Cunha Jr, proprietário da Fazenda São Sebastião. O Mata Viva é uma iniciativa pioneira em responsabilidade socioambiental da Divisão de Proteção de Cultivos da Basf, que conta com implementação da Fundação Espaço ECO, apoio financeiro do DEG - Deutsche Investitions – und Entwicklungusgesellschaft mbH (Banco de Investimentos Alemão) e parceria com cooperativas agrícolas e produtores rurais visando contribuir ainda mais para o desenvolvimento rural e para a agricultura sustentável. Lançado em 1984, desde o ano passado o Programa Mata Viva vem atuando em duas importantes frentes para ampliar os resultados positivos para toda a sociedade: a adequação e a educação ambiental. O Programa consiste no apoio técnico e na orientação às cooperativas, aos profissionais do setor agrícola e produtores rurais no que diz respeito à recuperação de áreas de preservação permanente, degradadas, de propriedades rurais e educação ambiental das comunidades envolvidas. As cooperativas parceiras do Programa desde o ínicio são: CAROL, Coopercitrus - Cooperativa dos Cafeicultores e Citricultores de São Paulo e CAMDA - Cooperativa Agrícola Mista de Adamantina. Recentemente mais duas cooperativas aderiram ao Programa: Cooxupé - Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (MG) e Cotripal - Agropecuária Cooperativa de Panambi (RS). Com apoio das cooperativas, a previsão é que em torno de 165 hectares de áreas de preservação permanente recebam o plantio de 280 mil mudas ainda este ano. Além disso, a Basf já recuperou 128 hectares de Mata Ciliar do Rio Paraíba do Sul, em área situada em seu maior Complexo Químico do Brasil, em Guaratinguetá (SP), com o plantio de mais de 180 mil mudas de árvores. Dessa forma, o Programa atingirá até o final de 2008, cerca de meio milhão de mudas plantadas. Para mais informações acesse: www.agro.basf.com.br.

(Fonte: Portal Farol Comunitário, de Minas Gerais)