Pólo do ABC faz parada conjunta
01/09/2008

O pólo industrial do ABC está com atividades suspensas desde dia 22 de agosto para a realização de uma das mais complexas paradas conjuntas da história das indústrias petroquímicas brasileiras, que se estenderá até 6 de outubro. Todos os complexos industriais instalados nessa região suspenderam as atividades para proceder a alterações que visam não só a manutenção das fábricas, mas também a ampliação da capacidade de produção da maioria delas. A mais importante e com relações diretas com Cubatão é a Quattor ­ Unidade Químicos Básicos ABC (conhecida como a ex-Petroquímica União). A empresa vai inaugurar nova unidade produtiva e, após a parada, vai integrar essa unidade ao restante da planta. O mesmo ocorrerá com a Quattor Unidade Polietileno ABC e a ex-Polietilenos União, que possui uma unidade em Cubatão. Também estão paradas a Solvay Indupa, a Oxiteno, a Quattor ­Unidade Químicos Básicos ABC (ex-Unipar Divisão Química), Cabot e a Quattor Unidade Polipropileno ABC (ex-Nova Petroquímica). A parada para manutenção do pólo acontece a cada seis anos e é indispensável no tocante à segurança. Cerca de dez mil trabalhadores estão sendo mobilizados para possibilitar a execução dos trabalhos.

(Fonte: A Tribuna, de Santos)