Carbocloro amplia em 40% sua capacidade de produção em Cubatão
25/08/2008

A Carbocloro inaugurou na última quinta-feira (21) sua nova linha de produção, que amplia em 40% sua capacidade. Foram investidos R$ 275 milhões, sendo 30% com recursos próprios e 70% financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A ampliação eleva a capacidade anual de produção de cloro de 253 mil para 360 mil toneladas, enquanto que a de soda cáustica irá para 375 mil. A expansão deve elevar o faturamento anual da empresa, que totalizou R$ 772 milhões em 2007, em 15%. Mas as perspectivas são mais do que boas, uma vez que a empresa fornece seus produtos para setores cujos consumos de cloro e soda são altos e que registram desempenhos acima da média, como construção civil, papel e celulose, saneamento básico e alumínio. O PVC, que utiliza o cloro em sua composição, é um dos produtos que em elevado a demanda pelo insumo no País. A Carbocloro planeja, ainda, a implantação da Hidrovia no Rio Cubatão, que irá da fábrica ao porto de Santos, para o transporte do sal utilizado no processo da fabricação dos insumos. Ao final do processo de expansão a companhia consumirá 610 mil toneladas de sal, o que justifica o investimento. A Carbocloro, apesar de não ser a maior fábrica do setor considerando a capacidade produtiva de soda-cloro, atrás da Braskem e da Dow Química, é a grande fornecedora ao mercado, já que as duas primeiras do ranking produzem para consumo próprio. Para o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria Química, Nelson Pereira dos Reis, mesmo com os investimentos do setor o déficit do País persistirá até novos investimentos.



(Fonte: Gazeta Mercantil e DCI)