Petróleo afeta resultado global da Dow Chemical
28/07/2008

A Dow Chemical, maior empresa química dos Estados Unidos e a segunda do mundo, registrou lucro líquido de US$ 1,703 bilhão (US$ 1,80 por ação) no primeiro semestre deste ano, queda de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. A companhia informou seus resultados empresariais fechados em 30 de junho e destacou que o lucro líquido foi afetado pelo encarecimento do petróleo, elevando, assim, seus custos e ofuscando o aumento de 21% do faturamento, que alcançou US$ 31,204 bilhões no primeiro semestre. No segundo trimestre, a companhia teve lucro líquido de US$ 762 milhões (US$ 0,81 por ação), queda de 26% frente ao desempenho de um ano antes. A queda no resultado trimestral contrastou com o aumento da receita, que avançou 23% e alcançou US$ 16,38 bilhões, cifra recorde para a Dow Chemical, cujas vendas aumentaram com maior força na Europa e outras regiões da América do Norte. "O avanço do preço do petróleo durante o segundo trimestre aumentou as despesas em US$ 1 bilhão, mas reagimos com rapidez e anunciamos amplas elevações de preços", explicou o executivo-chefe da Dow Chemical, Andrew Liveris. Durante o segundo trimestre a companhia registrou aumento superior a 10% em suas vendas nas cinco principais áreas de negócio. Para o conjunto do ano, Liveris explicou que o aumento de preço do petróleo, "que enfraqueceu ainda mais a economia americana, criou novas incertezas sobre a demanda mundial”.

(Fonte: DCI)