Sobre a manutenção e ampliação do Pólo Petroquímico do ABC
24/07/2008

O Pólo Petroquímico do Grande ABC realizará uma parada geral nas operações entre os dias 22 de agosto e 6 de outubro para manutenção. A medida, que acontece a cada seis anos, é indispensável para garantir a segurança do Pólo. Durante os 45 dias, sete empresas vão executar ou finalizar interligações de dutos como parte do processo de expansão da capacidade produtiva do Pólo, trabalho iniciado em 2007 e que absorverá investimentos da ordem de US$ 1,2 bilhão até 2010. Nos primeiros dias da parada, os flares – dispositivos de segurança, também conhecidos como tochas e que são utilizados para queima de gases fora de especificação – deverão ser acionados, porém sem motivos para preocupação da comunidade. No retorno às operações, os equipamentos voltarão a funcionar por alguns dias – o que poderá provocar maior nível de ruído no entorno das empresas – até que os processos produtivos estejam em marcha. Isso deverá ocorrer no início de outubro. "Os procedimentos de segurança aplicados durante a parada deverão evitar riscos aos trabalhadores e à população", avisa o gerente executivo da Associação das Indústrias do Pólo Petroquímico do Grande ABC (Apolo), Sidney dos Santos. As paradas gerais de manutenção das indústrias petroquímicas obedecem às normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego.

(Fonte: Diário do Grande ABC)