Complexo Petroquímico deve aumentar em R$ 10 bi PIB do Rio
21/07/2008

Com o pleno funcionamento do Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro são esperados um incremento acima de R$ 10 bilhões para o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado do Rio. Os cálculos são da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e incluem a geração de lucros e tributos com a produção e o refino de 150 mil barris de petróleo por dia, conforme expectativa da Petrobras. O empreendimento faz parte do pacote de investimentos para o Estado, previsto para receber mais de R$ 100 bilhões de investimentos até 2012, 10% só do Comperj. "O complexo será responsável pela grande movimentação interna de produtos e uma enorme geração de tributos", frisa o gerente de Novos Negócios e Infra-Estrutura da Firjan, Cristiano Prado. As perspectivas são ainda mais otimistas em relação à instalação de indústrias de materiais plásticos no entorno do empreendimento, com cifras "incalculáveis" no momento, acrescenta Prado. Não temos como precisar o quanto o Comperj vai gerar de investimento no total. Ainda é cedo, mas a expectativa é muito superior à esperada", suspeita o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno.

(Fonte: Gazeta Mercantil e o JB Online)