Demanda por resina cresce 11,59% nos primeiros três meses do ano
19/05/2008

Base da informação – Janeiro a março de 2008 x o mesmo período de 2007

Sindicato da Indústria de Resinas Plásticas (Siresp), 19 de maio de 2008 – A demanda do mercado brasileiro por resinas termoplásticas cresceu 11,59% nos primeiros três meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2007. No total, foram 1.155 mil toneladas contra 1.035 mil toneladas de 2007. Entre as resinas com melhor desempenho, o PVC cresceu 29,46%, seguido do PEBDL, 22,96%, PEAD, 9,03%, Polipropileno, 4,62% e PEBD, 0,74%.

O consumo aparente de resinas (a soma da produção e importação, menos as exportações) também foi maior nos três primeiros meses de 2008 em 19% em relação a 2007, movimentando 1.234 mil toneladas. Nesse quesito, o PP movimentou 314 mil toneladas, crescimento de 7,90%; o PVC movimentou 270 mil toneladas, aumento de 37,05%; o PEAD movimentou 225 mil toneladas, aumento de 23,62%, o PEBDL movimentou 174 mil toneladas, crescimento de 29,85%, o PEBD movimentou 152 mil toneladas, crescimento de 12,59% e o PS movimentou 86 mil toneladas, crescimento de 2,38%. Já o EVA registrou queda no consumo aparente de 7,14%, ou movimento de 13 mil toneladas.

As vendas internas (onde consideramos apenas produtos de fabricação nacional) aumentaram 2,77%, fechando o período com 853 mil toneladas, contra 830 mil toneladas dos primeiros três meses do ano passado. Neste item, o PVC apresentou maior crescimento, 8,49% superior ao de igual período de 2007. O PEBDL cresceu 5,68%, o PP, 5,50% e o PEAD, 1,34%.

Nas vendas internas para exportação (VIPE), registrou-se aumento de 16,21% e movimentação de 43 mil toneladas de resinas. Os destaques ficaram por conta do PEBDL, com aumento de 126% e movimentação de 7 mil toneladas, o PEBD, com aumento de 90% e movimentação de 6 mil toneladas e o PEAD, com aumento de 48% e movimentação de 3 mil toneladas.

A produção nacional de resinas foi de 1.181 mil toneladas. No primeiro trimestre de 2008 tivemos aumento na produção das seguintes resinas: PVC, 8% (com 180 mil toneladas), PP, 2% (com 317 mil toneladas) e PEBD, 2% (com 169 mil toneladas). PS apresentou estabilidade na produção (com 89 mil toneladas).

A indústria de petroquímicos básicos operou com 92% de sua capacidade, patamar semelhante ao de 2007 (95%). Já a indústria termoplástica utilizou 83% de sua capacidade instalada, quando o percentual do ano anterior foi de 84%.

Visto que houve estabilidade na produção, esta pequena redução na utilização da capacidade instalada (quando comparado com o primeiro trimestre do ano de 2007) indica que as empresas do setor estão se preparando gradualmente para crescer ainda mais.

As importações cresceram 54% de janeiro a março. No total, foram importadas 259 mil toneladas contra 168 mil toneladas do mesmo período de 2007, refletindo a forte demanda interna.


Aplicações

Polietileno de Baixa Densidade (PEDB)
Usado na produção de filmes termocontroláveis (caixas para garrafas de refrigerantes, fios e cabos para televisão e telefone,) sacaria industrial, tubos de irrigação, mangueiras, embalagens flexíveis (sacos de arroz, feijão e adubo) impermeabilização de papel (embalagem tetrapack)

Polietileno de Baixa Densidade Linear (PEBDL)
Usado na produção de embalagens de alimentos fraldas, absorventes higiênicos e sacaria industrial.

PEAD
Usado na produção de embalagens para alimentos, ração, cosméticos, brinquedos, frascos para produtos químicos de higiene e limpeza, sacolas de supermercado, tubo de gás e de água potável, tanques de combustível, etc.

Policroleto de Vinila (PVC)
Usado na construção civil (tubos, conexões, cabos, esquadrias, cabos de energia para ferros e televisores) brinquedos, chinelos, tecidos sintéticos, embalagens, aplicações na área médica, etc.

Polipropileno (PP)
Usado em embalagens para alimentos, produtos têxteis e cosméticos, tampas de refrigerantes, potes de freezer, garrafões de água mineral, produtos hospitalares descartáveis, tubos para água quente, autopeças, fibras para tapetes, fraldas, absorventes higiênicos.

Poliestireno (PS)
Usado em copos descartáveis, eletrodomésticos, produtos para construção civil, autopeças potes para iogurte, sorvetes e doces, frascos, bandejas de alimentos, pratos, tampas, aparelho de barbear descartáveis, brinquedos.

Etil Vinil Acetato - EVA
Usado em peças artesanais, brindes, brinquedos, laminados coloridos, muito usado em festas infantis.

(Fonte: Siresp)