Ênfase na área tecnológica foi acertada, avalia presidente de petroquímica
13/05/2008

O presidente da Braskem, empresa do setor petroquímico, José Carlos Grubisich, avaliou que a política industrial anunciada em 12 de maio, tem pontos positivos como o programa de investimentos e a desoneração para novos investimentos.

Outra medida favorável, na opinião do empresário, foi a ênfase dada à área tecnológica, englobando pesquisa e desenvolvimento. “Eu acho que o Brasil não pode andar e se inserir na economia global sem ter uma atenção muito grande no desenvolvimento de novas tecnologias e de novas oportunidades, sobretudo, na relação entre empresas e universidades”, opinou. Em relação ao setor petroquímico, Grubisich disse que o segmento foi contemplado com as medidas de desoneração e facilidades para o investimento.

O presidente da Braskem afirmou que a empresa está envolvida em projeto de produção de polietileno a partir do álcool e que as medidas podem colaborar para que a Braskem tenha uma posição competitiva no segmento, tanto internamente, como no exterior. Ele considerou o programa abrangente e acredita que não houve setor que não tenha sido contemplado. “Praticamente todos os grandes setores da economia estão contemplados”, afirmou, lembrando que o governo acenou com a possibilidade de que setores que não tenham sido incluídos agora possam se manifestar com sugestões. “Acho que é uma proposta muito transparente. É inclusiva do ponto de vista dos setores e do ponto de vista social. Acho que é um fato novo”, concluiu.

(Agência Brasil)