BASF investe 2 milhões de euros na nova fábrica de PCE em Guaratinguetá
07/05/2008

A BASF inaugurou sua primeira fábrica de PCE (éter policarboxilato, mais conhecido como aditivo superplastificante Glenium®) na América do Sul. A empresa, que já possui fábricas de PCE na Alemanha, China, Estados Unidos, Itália e Japão, investiu 2 milhões de euros para construir a nova planta no Complexo Químico de Guaratinguetá, SP.

“Buscamos soluções para ajudar os nossos clientes, oferecendo produtos de qualidade, de forma ágil e personalizada. A efetivação deste projeto vem ao encontro do nosso objetivo”, comemora Fernando Matias, diretor da unidade de químicos para construção na América do Sul.

Com o projeto concretizado, a fábrica de PCE em Guaratinguetá marcará uma nova fase no segmento da construção, pois será a primeira fábrica do produto na América do Sul.

O novo investimento vai suprir a demanda de aditivos superplastificantes do mercado de construção, principalmente para as indústrias de concreto, com foco nas de pré-moldados e concretos protendidos.

A produção local, aliada à localização estratégica da fábrica de Guaratinguetá e a possibilidade de oferecer produtos taylor made para o cliente, são os grandes diferenciais desse investimento.

“O Glenium®, que até hoje era comercializado em 6 tipos-padrão, agora poderá ser produzido de forma customizada, de acordo com as necessidades do cliente”, comenta Matias.

A nova planta terá capacidade produtiva inicial de 12.000 toneladas por ano, podendo chegar até a 16.000 toneladas por ano.

A BASF poderá agora distribuir o produto com mais rapidez, e isso é, sem dúvida, uma grande vantagem para o cliente. Além de reforçar ainda mais a importância do setor da construção para a empresa.

(Fonte: Assessoria de Imprensa)