Mauá recebe investimentos de peso
18/03/2008

Além da expansão no número de novos estabelecimentos, outros dados que atestam o interesse de empresas em se instalar ou ampliar operações em Mauá são os investimentos expressivos de grandes companhias.

A Unipar, por exemplo, investe cerca de R$ 2 bilhões na expansão de indústrias do Pólo Petroquímico de Capuava e a Petrobras aporta US$ 300 milhões para a modernização da Recap (Refinaria de Capuava). A estatal destina ainda parte de outros R$ 2 bilhões de seu programa de modernização de dutos para a construção de um terminal de combustíveis no município.

E há poucos dias, o grupo espanhol Afer anunciou que escolheu a cidade para instalar uma fábrica de construção civil pré-modulada. Para definir a localização da unidade fabril, que vai demandar R$ 200 milhões e gerar 1.200 empregos, pesou a favor a perspectiva de conclusão do Rodoanel e a proximidade com a Capital e o Litoral, segundo o representante da companhia, Ricardo Lazzuri.

Bom momento - O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mauá, Paulo Bio, avalia que o Rodoanel ajuda mas não é o único fator de atração.

“Vivemos um bom momento econômico no País, a Prefeitura tem uma lei de incentivos fiscais que tem atendido aos interessados (a Petroquímica União, por exemplo, vai se beneficiar de incentivos municipais que somam R$ 3 milhões) e há também essas intervenções viárias que estão acontecendo”, disse.

As perspectivas se mantém promissoras. Bio tem a expectativa de chegada de mais uma grande companhia, do ramo automobilístico – o nome da empresa ainda é mantido em segredo.

Empreendedor - Para facilitar a atração de investidores, a Prefeitura pretende criar uma Sala do Empreendedor, que será um espaço de apoio à abertura e ampliação dos negócios. A intenção, segundo Bio, é reunir em um único local informações hoje esparsas em diversas secretarias.

Outro plano em andamento é de construção de um centro de convenções e um hotel, por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada). “Aprovamos a lei em dezembro, já temos um conselho gestor e estamos na fase de elaboração do projeto.” (Fonte: Diário do Grande ABC)