Vitopel investe R$ 55 milhões em 2008
03/03/2008

Líder brasileira no setor de filmes flexíveis feitos da resina BOPP (polipropileno bi-orientado) – que tem aplicações diversas, como embalagem de balas, doces, chocolates, bebidas e cigarros até etiquetas e rótulos –, a Vitopel, que tem fábrica em Mauá, se prepara para investir R$ 55 milhões na ampliação de sua produção. A fabricante produz atualmente 150 mil toneladas de filmes flexíveis de BOPP (43 mil em Mauá) ao ano e exporta 40% de sua produção, que direciona para países em todos os continentes. Grande parte dos recursos, R$ 50 milhões, serão para a montagem de uma nova fábrica, e os restantes R$ 5 milhões serão para uma nova linha de produção de filmes metalizados.

A nova unidade fabril poderá ser em Mauá, em Votorantim (no interior, onde a companhia tem outra unidade fabril) ou em outro Estado, segundo o presidente da empresa, José Ricardo Roriz Coelho. O executivo, que assumiu recentemente o cargo depois de ter sido presidente da Nova Petroquímica (antiga Suzano Petroquímica), afirma que, para a escolha da localização deverão ser levados em conta não apenas fatores como a distância de fornecedores e do mercado consumidor, mas também eventuais vantagens fiscais. Com 57% do mercado nacional, a Vitopel tem como meta acompanhar o ritmo do segmento. Coelho estima que o setor cresce à ordem de 10% ao ano e a intenção é ter condições de absorver a demanda. (Fonte: Diário do Grande ABC)