Descobertas da Petrobras podem acelerar projetos do setor petroquímico
07/01/2008

As recentes descobertas de novas reservas de gás natural e petróleo por parte da Petrobras, poderão acelerar o desenvolvimento de projetos na área petroquímica, à medida que aumentam as possibilidades de oferta de matérias-primas. Embora ainda não se saiba exatamente quais serão os prazos para início da operação da estatal em Tupi, a indústria petroquímica deve se debruçar sobre novos projetos já no curto prazo.

A execução dos empreendimentos, entretanto, deve ocorrer conforme o ritmo do plano de exploração das novas áreas, traçado pela estatal. Seja em qual ritmo for, para a indústria petroquímica, os anúncios da Petrobras não poderiam ter vindo em melhor momento, uma vez que o País segue deficitário na oferta de nafta. A Abiquim divulgou sua pesquisa anual relativa às intenções de investimento do setor e apurou um crescimento de 16,6% nos aportes previstos, em relação ao levantamento de 2006.

Desta vez, as produtoras de químicos de uso industrial, grupo que inclui resinas e responde pode mais de 50% do faturamento líquido do setor, informaram que pretendem aportar US$ 18,2 bilhões, nos próximos 5 anos, ante US$ 15,5 bilhões estimados no ano passado. Do montante informado em 2007, US$ 9,2 bilhões referem-se a projetos já aprovados ou em andamento. (Fonte: Agência Estado)