Unidade de "plástico verde" da Braskem terá US$ 150
29/10/2007

Grandes empresas internacionais querem se associar na produção do "plástico verde" da Braskem, o primeiro com certificação internacional, informou neste domingo o presidente da empresa, José Carlos Grubisich. Ele disse que o produto tornou-se a sensação na maior feira de plástico do mundo, em Düsseldorf (Alemanha), onde fará nesta segunda seu lançamento na cena internacional. "Tem empresas que querem assinar contratos para receber rápido o plástico. Tem clientes interessados em eventualmente se associar no investimento. E também fui procurado por vários clientes interessados em comprar tecnologia ou fazer joint-venture para produzir o 'plástico verde' fora do Brasil", afirmou o executivo. Grubisich afirmou que a demanda é muito maior do que a Braskem previa inicialmente. A empresa vai assim priorizar o lançamento rápido do produto, mas planeja ir sozinha na primeira etapa do processo. Para isso, prevê investir US$ 150 milhões numa unidade para produzir 200 mil toneladas do "plástico verde" até o final de 2009. O executivo estima que a petroquímica terá faturamento inicial por volta de US$ 400 milhões por ano com o novo produto, com base no preço atual. (Fonte: Valor Econômico)