VP da Braskem também faz restrição a produto oxibiodegradável e defende reciclagem
15/10/2007

O vice-presidente de Poliolefinas da Braskem, Luiz de Mendonça, defendeu posição semelhante em reunião com o Sinplast-RS, dizendo que "não é sério e não é responsável" a afirmação de que a colocação de certos aditivos no plástico, faz com que "desapareça" na natureza. O executivo observa ainda, que até o nome usado é errado, “pois se fosse oxibio, teria que se transformar em CO2 e água. O que acontece com o produto, que está sendo proposto, é simplesmente esfarelar". Para Mendonça, a saída é a reciclagem: "o plástico é 100% reciclável. É fácil dizer que está tudo resolvido, mas nós temos a posição de não abraçar a causa do 'aditivo' como solução”. (Jornal do Comercio - RS)