Opep acusada de forçar alta das cotações
30/08/2007

O mercado percebeu que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tem como objetivo um preço em torno de US$ 70 o barril, o que poderá afetar o crescimento, estimou ontem o diretor da Agência Internacional de Energia (AIE), Claude Mandil, em entrevista à revista árabe Petróleo e Gás.

"O mercado toma consciência" de que a Opep "fixou um novo objetivo implícito de preços ou uma nova zona de preços em torno dos US$ 70 por barril, e tentará defender esse nível", indicou Mandil. "Não concordo, porque é um fator que pode, como já dissemos muitas vezes, afetar o crescimento econômico mundial, e que constitui um fardo muito pesado para as populações mais pobres", explicou.O diretor da AIE também estimou que as reservas petrolíferas devem aumentar, já que o consumo de petróleo cresce 2% ao ano. (Fonte:AFP)