Siresp realiza encontro na Fiesp para a posse da nova diretoria
06/08/2007

José Ricardo Roriz Coelho, presidente do Sindicato da Indústria de Resinas Plásticas (Siresp), co-presidente da Suzano Petroquímica e também diretor do departamento de Competitividade da Fiesp, receberá empresários, jornalistas e representantes da cadeia petroquímica e do plástico para o evento de posse do seu segundo mandato como presidente do Siresp. O evento será realizado no dia 8 de agosto, na sede da Fiesp, e na ocasião serão apresentadas também as novas diretorias da entidade para o triênio 2007 a 2010.

Roriz Coelho, além de acumular importantes cargos em empresas e entidades setoriais ligadas à cadeia química, petroquímica e do plástico, é também diretor de cadeiras ligadas ao desenvolvimento competitivo das indústrias. Entre outras funções, ele responde como diretor da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), coordenador da Comissão Setorial de Resinas Termoplásticas (Coplast), vice-presidente do Conselho do Instituto Nacional do Plástico (INP) e também presidente do Instituto Paulista de Excelência da Gestão (Ipeg).

O Siresp trabalha pelo crescimento, integração e aperfeiçoamento da indústria petroquímica e do plástico no Brasil, país que desponta como maior produtor de resinas termoplásticas da América do Sul e oitavo no mundo. A indústria brasileira tem capacidade de produção instalada de mais de 6 milhões de toneladas/ano e faturamento superior a US$ 6 bilhões/ano. O Siresp apóia iniciativas para melhorar a competitividade e qualidade do setor, valorizar a imagem do plástico e contribuir para o desenvolvimento sócio-econômico do Brasil.

No Brasil, a cadeia produtiva do plástico vive um momento de forte aquecimento com expressivo crescimento da indústria de resinas. Durante o 1° semestre deste ano foi registrado um consumo aparente de 2,1 milhões de toneladas - alta de 2,5% em comparação ao mesmo período de 2006. As vendas internas tiveram um crescimento de 3,8%, saltando para 1,717 milhões de toneladas. As exportações saltaram de 494 mil toneladas para 626 mil toneladas, um aumento de 26,8%. O crescimento da produção brasileira neste primeiro semestre de resinas termoplásticas atingiu 5,7%, o que representa 2,127 milhões de toneladas.

De acordo com Roriz Coelho, o bom desempenho de importantes setores consumidores de plástico no mercado brasileiro, como o da construção civil, automotivo, bens de consumo, eletroeletrônicos, linha branca e embalagens para alimentos contribuiu para este cenário. "Para o segundo semestre, a tendência é o mercado continuar aquecido e a expectativa é que o setor feche o ano com crescimento de 11%", avalia o executivo.



A composição da diretoria para o próximo triênio será a seguinte:



- José Ricardo Roriz Coelho - presidente

- Vitor Manuel Cavalcanti Mallmann, (Grupo Unipar) 1° vice-presidente

- Flávio Augusto Lucena Barbosa (Innova) 2° vice-presidente

- Henri Armand Slezynger (Unigel) 3º vice-presidente

- Luiz de Mendonça (Braskem) 4º vice-presidente.


Serão anunciados ainda os diretores, o conselho fiscal e os delegados representantes junto a Fiesp.(Fonte: Yellow Comunicação)