Petrobras sofre com mais um incêndio, desta vez na P-50
05/07/2007

São Paulo. Um incêndio em uma sala de transformadores interrompeu por algumas horas a produção de petróleo e gás na plataforma P-50 da Petrobras, na Bacia de Campos, de acordo com comunicado da companhia.


O fogo apareceu por volta das 16h, na sala de transformadores dos compressores de gás da plataforma, localizada no campo de Albacora Leste, a aproximadamente 120 quilômetros do Rio de Janeiro.


A empresa informou em comunicado que a produção foi interrompida após o fogo, mas foi parcialmente retomada depois que a brigada da plataforma conseguiu debelar o incêndio.


A P-50 atingiu pico de produção de 180 mil barris por dia em dezembro do ano passado. A empresa disse que não houve vítimas nem vazamento de petróleo no mar, somente danos materiais, sobre os quais não deu mais detalhes.


Problemas com equipamentos nos últimos meses afetaram a produção de algumas plataformas da Petrobras, impedindo a empresa de cumprir metas estipuladas para o primeiro trimestre.


A Petrobras informou ter comunicado a ocorrência da P-50 à Marinha e à Agência Nacional de Petróleo (ANP)


No último sábado, um incêndio atingiu a refinaria Duque de Caxias (Reduc), no Rio de Janeiro, prejudicando a produção. Apesar disso, a refinaria continuou operando.


O acidente provocou corte no fornecimento de matéria-prima para a Suzano Petroquímica. A produtora de resinas plásticas informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que estuda ações de contigência necessárias na produção por falta de propeno, a maior parte até então fornecida pela refinaria do Rio. A Petrobras confirmou a suspensão do fornecimento em função do acidente. (Fonte: Jornal do Brasil)