Cresce demanda por resinas plásticas, aponta Siresp
20/06/2007

Base da informação – Janeiro a maio -2007 x 2006

A demanda do mercado brasileiro por resinas termoplásticas cresceu 4,3% nos primeiros cinco meses do ano, em comparação com o mesmo período de 2006. No total, foram 1.757,5 mil toneladas contra 1.684,5 mil toneladas de 2006. Entre as resinas com melhor desempenho, o PVC cresceu 14,2%, seguido do Poliestireno, 7,3%, EVA, 4,3%, Polipropileno, 3,7%, PEBDL, 3,8% e PEBD, 2,8%.

As vendas internas aumentaram 2,6%, fechando o período com 1.420,2 mil toneladas, contra 1.384,2 mil toneladas dos primeiros cinco meses do ano passado. Neste item, o EVA apresentou maior volume de vendas, com crescimento de 10,3%, o Poliestireno 7,9%, o PEBDL, 7,5% e o PEBD, 4,2%.

As exportações de resinas tiveram crescimento de 27,6%, fecharam 506,5 mil toneladas, contra 397,1 mil toneladas dos cinco primeiros meses de 2006. Entre as resinas com maior crescimento nas vendas externas, estão o PEAD, com 52,3% de aumento, PEBDL, com 36,4%, o PVC, com 34,7% e o Polipropileno, com 31,8%.

As importações cresceram 18,2% de janeiro a maio deste ano. No total, foram importadas 272 mil toneladas contra 230,1 mil toneladas do mesmo período de 2006.

A produção nacional de resinas aumentou 4,8% chegando a 2,002,1 mil toneladas. No mesmo período do ano passado a produção chegou a 1,911,0 mil toneladas.

Por Marcio Freitas

clique aqui para ver os números completos