Mantida a privatização do Pólo Petroquímico do Sul
14/06/2007

A Procuradoria-Regional da União (PRU) da 4ª Região, com sede em Porto Alegre (RS), conseguiu na Justiça manter a privatização do Pólo Petroquímico do Sul, realizada pelo governo federal em 1992. O pedido para suspender a privatização havia sido feito do Ministério Público Federal (MPF) e negado inicialmente pela Justiça de primeira instância. O MPF recorreu ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região que também julgou improcedente a apelação.

Os desembargadores da 4ª Turma do TRF aceitaram os argumentos da PRU de que a reversão da privatização do pólo após 15 anos causaria prejuízos incalculáveis aos cofres da União, porque o governo teria que pagar indenização bilionária aos compradores das empresas petroquímicas. (Fonte: Jornal do Commercio Brasil)