Polietileno custará mais caro, confirma a Unipar
14/05/2007

A Unipar, empresa controladora da Polietilenos União, confirmou que aplicará reajuste no preço dos polietilenos (PE) ao longo deste trimestre. A informação foi dada pelo vice-presidente de Relações com Investidores da companhia, Vitor Mallmann, em teleconferência com analistas.
Segundo o executivo, o reajuste é necessário para a empresa fazer frente ao aumento no preço das matérias-primas registrados nos últimos meses. Dados apresentados pela própria companhia indicam que o preço da nafta, em abril, chegou a US$ 648 por tonelada — no início do ano o valor era de US$ 510 por tonelada.
Mallmann não revelou qual será o percentual de reajuste, mas é provável que o aumento fique entre 5% e 10%, similar ao previsto pelas fabricantes que já oficializaram a intenção de reajustar seus preços: Braskem e Suzano Petroquímica.
No primeiro trimestre, a Polietilenos União teve receita líquida de R$ 95,6 milhões, semelhante ao valor de R$ 94,5 milhões registrado em igual período de 2006.(Fonte: DCI)