Empresas do Grupo Ipiranga divulgam resultado praticamente em linha com o 1º trimestre de 2006
10/05/2007

As empresas do Grupo Ipiranga, que foram vendidas para a Petrobras, Braskem e Ultra por US$ 4 bilhões, divulgaram resultados financeiros do primeiro trimestre deste ano bastante próximos daqueles verificados entre janeiro a março de 2006.

A Distribuidora de Produtos de Petróleo Ipiranga fechou o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 36,1 milhões, praticamente em linha com o resultado de igual período de 2006 (alta de 1,4%). A receita líquida da empresa teve alta de 2,72%, para R$ 6,19 bilhões. Já o lucro bruto avançou 2,51%, a R$ 327 milhões. O resultado financeiro passou de um ganho de R$ 20 milhões no primeiro trimestre do ano passado, para uma perda de aproximadamente R$ 5 milhões em igual intervalo deste ano. Por conta disso, o item despesas operacionais do balanço da empresa subiu 10,23%, para R$ 194 milhões. O lucro líquido da companhia só não foi inferior ao registrado no primeiro trimestre do ano passado por conta de uma despesa menor com tributos.

A Companhia Brasileira de Petróleo Ipiranga (CBPI) registrou lucro líquido de R$ 87,5 milhões no primeiro trimestre, com queda de 2,67% sobre o resultado no mesmo período do ano passado. Apesar de ter registrado aumento 3,74% nas receitas, para R$ 5,35 bilhões, o lucro bruto cresceu só 1,5%, atingindo R$ 271 milhões. Além disso as despesas operacionais da companhia tiveram incremento de 10,07%, e somaram R$ 164 milhões. Esta alta foi puxada pelo resultado financeiro, que foi negativo em cerca de R$ 1 milhão no primeiro trimestre deste ano, e havia sido positivo em aproximadamente R$ 7 milhões em igual período de 2006.

A Refinaria de Petróleo Ipiranga obteve lucro líquido de R$ 64,8 milhões, com avanço de 10,39% sobre o resultado obtido no mesmo período anterior. A receita da companhia avançou 12,79%, para R$ 1,119 bilhão. Já o lucro bruto da companhia teve incremento de 32%, para R$ 251 milhões. O resultado líquido final só não cresceu mais por conta do aumento nas despesas de venda, que cresceram 46%, para R$ 57 milhões.

A Ipiranga Petroquímica registrou lucro líquido de R$ 93,9 milhões, com recuo de 7,65% em relação ao resultado do primeiro trimestre do ano passado. A queda foi motivada por um pagamento maior de Imposto de Renda, que subiu de R$ 26 milhões para R$ 39 milhões de um trimestre para o outro. A receita líquida da unidade de petroquímica avançou 14,62% na comparação trimestral, atingindo R$ 894 milhões. O lucro bruto, por sua vez, cresceu 36,5%, a R$ 213 milhões. A alta das despesas operacionais, no entanto, afetou o resultado da empresa. Esses gastos subiram 240%, saindo de R$ 22 milhões para R$ 75 milhões. A variação foi consequência da alta nas despesas com vendas, que subiram 50%, para R$ 39 milhões e do resultado financeiro, que saiu de um ganho líquido de R$ 20 milhões, para uma receita de apenas R$ 1 milhão.(Fonte: Valor Econômico)