Braskem exporta US$ 2 bilhões com Ipiranga
26/04/2007

Como conseqüência da aquisição dos ativos da Ipiranga, feita em conjunto com o Grupo Ultra e a Petrobras, a Braskem passará a exportar em torno de US$ 2 bilhões ao ano em produtos petroquímicos. Esse desempenho será resultado da produção das plantas da Braskem, das unidades da Ipiranga Petroquímica (IPQ) e da Companhia Petroquímica do Sul (Copesul) que passaram a ser controladas pela Braskem após a transação.



Conforme o presidente da Braskem, José Carlos Grubisich, a empresa se tornará uma das maiores exportadoras de produtos manufaturados do Brasil. O executivo esteve ontem em Porto Alegre participando do anúncio da nova composição do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva da Copesul, IPQ e Ipiranga Química. Alfredo Tellechea, ex-diretor-superintendente da IPQ, assumiu o cargo de diretor-superintendente da Copesul no lugar de Luiz Fernando Cirne Lima. Roberto Bischoff, que ocupava a direção de Projetos Internacionais da Braskem, é o novo diretor-superintendente da IPQ. Fernando Rafael Abrantes foi mantido como diretor-superintendente da Ipiranga Química.



Segundo Tellechea, o convite feito por Braskem e Petrobras (atualmente as maiores acionistas da Copesul) foi realizado somente após a conclusão da negociação envolvendo a Ipiranga e foi aceito há cerca de dez dias. "A Ipiranga é uma página virada na minha vida e eu preciso olhar o futuro que agora é gerir a Copesul", diz o executivo. Um dos projetos que já começa a ser avaliado por Tellechea é a possibilidade de implantação de um novo forno na Copesul o que poderia agregar mais 750 mil toneladas anuais de eteno e de co-produtos à capacidade de produção da empresa.



Além de novos nomes, a composição do Conselho de Administração da Copesul foi ampliada de sete para nove membros. A Petrobras, que possuía duas cadeiras, agora detém três, a Braskem salta de duas para cinco e foi mantida a cadeira do representante dos trabalhadores da Copesul. Os dois espaços da Ipiranga foram absorvidos no processo.



Compõe o novo Conselho de Administração da Copesul: Carlos José Fadigas de Souza Filho, Cláudia Hofmeister, Gerson Medeiros Cardoso, José Carlos Grubisich (presidente) José Lima de Andrade Neto (vice-presidente), Luiz de Mendonça, Maurício Roberto de Carvalho Ferro, Patrick Horbach Fairon e Roberto Lopes Pontes Simões.



Grubisich acredita que a Braskem atingirá um ganho de cerca de US$ 500 milhões com as sinergias alcançadas com a combinação das operações de Braskem, Copesul e IPQ. "Não é por acaso que nos interessamos há muito tempo por esses ativos", confessa Grubisich. O dirigente acrescenta que as nomeações não terão implicações quanto à cautelar do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que impede a tomada de ações estratégicas e irreversíveis antes da análise do Cade quanto à negociação envolvendo o Grupo Ipiranga. (Fonte: Jornal do Comércio - RS)