Suzano se recupera e sai do vermelho no final de 2006
22/02/2007

Líder latino-americana na produção de polipropileno (resina plástica utilizada na fabricação de embalagens), a Suzano Petroquímica mostrou no final de 2006 uma trajetória de recuperação nos resultados, depois de um início de ano bastante fraco para o setor. No último trimestre, a empresa, que tem fábrica em Mauá, obteve a maior geração operacional de caixa do ano, ao alcançar R$ 65,2 milhões, 96% a mais do que no mesmo período do ano anterior.

A forte recuperação se deveu à estratégia de privilegiar a rentabilidade por meio do foco em negócios com resinas mais especializadas, que possuem performance diferenciada e maior valor agregado. O movimento também foi possível por conta de uma recomposição dos preços, graças a um reaquecimento da demanda interna a partir do terceiro trimestre e a um cenário internacional mais favorável.

Com esses fatores positivos, a empresa alcançou no segundo semestre um lucro líquido de R$ 29,1 milhões, que foi suficiente para reverter o prejuízo observado no primeiro semestre. A companhia fechou o ano com lucro líquido de R$ 16,7 mil, número ainda bem distante dos R$ 15,2 milhões registrados em 2005. (Fonte: Diário do Grande ABC)