Petrobras adquire 40% participação em bloco exploratório no Senegal
06/02/2007

SÃO PAULO - A Petrobras informou hoje que adquiriu 40% de participação na exploração do bloco Rufisque Profond, localizado no Senegal. A fatia pertencia à operadora Edison Spa, que detinha 95% dos interesses do bloco. A empresa não informou o valor pago pela aquisição, mas afirmou que área oferece a possibilidade de ocorrência de petróleo leve, embora o potencial de exploração e produção ainda esteja sendo avaliado.

Pelo acordo, a Petrobras se comprometeu a reembolsar 42,1% dos custos com os trabalhos já realizados pela Edison no bloco. A companhia brasileira também fará trabalhos adicionais de exploração de superfície em outros 1.500 quilômetros quadrados, sem custos para as sócias no bloco.

Além da empresa Edison, a estatal senegalesa Petrosen tem 5% de participação no bloco, em respeito ao regime de contrato de partilha adotado pelo país africano. Isso significa que a produção do bloco também será compartilhada na proporção de participação de cada uma das três empresas na área.

Localizado a uma profundidade entre 150 e 3 mil metros, a Petrobras afirma que atualmente a exploração do bloco está na fase avaliação do potencial exploratório. Os blocos em águas profundas ainda não foram explorados, havendo apenas 8 poços perfurados, mas em águas rasas.

"Essa participação no Senegal está alinhada à Estratégia Internacional da Petrobras para o oeste da África e é uma oportunidade que pode contribuir para o crescimento e diversificação do portfólio de projetos da Companhia, bem como para consolidar sua presença no continente africano com atuação de forma seletiva", informou a Petrobras em seu comunicado sobre a aquisição.(Fonte: Valor Econômico)