Braskem e Suzano anunciam avanços em pesquisas
07/11/2006

As concorrentes Braskem e Suzano Petroquímica anunciaram oficialmente ontem o desenvolvimento de produtos provenientes de aplicações de nanotecnologia. A Suzano oferecerá ao mercado uma linha de nanorresinas de polipropileno (PP) com características antimicrobianas e utilização prevista na fabricação de produtos como mangueiras de lava-louças e lava-roupas, e eletrodomésticos. “Já recebemos pedidos de clientes que querem cerca de duas toneladas do produto como amostra”, afirma o gerente de desenvolvimento de novos produtos da Suzano Petroquímica, Cláudio Marcondes.


Já a Braskem, conforme antecipado pelo DCI há quase um mês, desenvolveu uma resina de PP aditivada com nanocompósitos que poderá ser usada em eletrodomésticos e na linha automotiva. Para o diretor do centro de tecnologia e inovação da Braskem, Luís Fernando Cassinelli, o potencial de mercado estimado para as resinas produzidas com nanotecnologia no Brasil é de 100 mil toneladas por ano, durante dez anos. Esse volume movimentará cerca de US$ 150 milhões anualmente, prevê.
Atentas ao potencial do mercado, as concorrentes confirmam a intenção de registrar novas patentes em nanotecnologia. (Fonte: DCI)