Siemens começa a se preparar para fornecer ao pré-sal
07/07/2011

A Siemens começou a sua ofensiva para entrar no fornecimento de tecnologia e produtos para a exploração e produção de petróleo e gás da megarreserva do pré-sal. Para isso, a multinacional alemã anunciou que investirá US$ 50 milhões para a instalação de um centro de Pesquisa e Desenvolvimento em petróleo e gás. Essa estrutura será erguida no centro de tecnologia que já conta com a GE, Usiminas e outras, na Ilha do Fundão, junto à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Esses recursos fazem parte de um aporte total de US$ 600 milhões previstos pela empresa no Brasil até 2016.

De acordo com o CEO mundial da Siemens, Peter Löscher, o laboratório será um centro de referência não somente para os clientes da empresa no País, mas também no mundo. "Este será um centro-chave de nossas atividades em óleo e gás, em termos globais. Vamos elevar a intensidade dos nossos investimentos por aqui para dobrar nossas vendas até 2015", apontou o executivo. A previsão da empresa é de que o centro de pesquisa esteja em operação no final do ano que vem.