Tetra Pak vai ampliar fábrica de embalagens no PR
10/06/2010/

A Tetra Pak deve anunciar em breve a expansão de sua fábrica localizada em Ponta Grossa, no Paraná, para atender ao aumento da demanda por embalagens no mercado brasileiro. A informação foi dada nesta terça-feira, 8, pelo vice-presidente de Estratégias de Negócios da Tetra Pak para América Latina e Mercosul, Eduardo Eiser. Segundo ele, o tamanho da ampliação ainda está sendo avaliado pela empresa, que possui duas fábricas de embalagens no País, com capacidade para produzir 13,5 bilhões de embalagens por ano. Somente na fábrica de Ponta Grossa, a capacidade é de 5 bilhões de embalagens. A outra unidade fica no município de Monte Mor (SP).

"Esta semana receberemos o CEO (presidente mundial da Tetra Pak) para discutirmos a expansão da fábrica de Ponta Grossa para os próximos dois a três anos", afirmou o executivo, durante abertura do estande da Tetra Pak na Feira Internacional da Alimentação (Fispal), em São Paulo. Ele adiantou que a ampliação deve ocorrer em várias fases, ainda não definidas. "Estamos estudando qual vai ser a demanda. Trabalhamos com uma previsão de crescimento de quase dois dígitos este ano para o Brasil, mas nossas fábricas localizadas no País produzem também para atender a América Latina", lembrou Eiser.

Apesar do forte aumento de demanda por embalagens para alimentos no Brasil, o executivo garantiu que a companhia não encontra dificuldades para atender a indústria. "A Tetra Pak tem como planejamento estratégico antecipar a demanda dos nossos clientes. Por isso, já estamos estudando a expansão da fábrica de Ponta Grossa", disse. Em 2009, a Tetra Pak alcançou o recorde de produção de 10 bilhões de embalagens no Brasil e, segundo Eiser, a companhia pode atingir a marca de 11 bilhões neste ano.

Polietileno verde

A Braskem deve iniciar a produção de polietileno (PE) verde na fábrica construída em Triunfo (RS) em setembro deste ano, afirmou hoje o diretor de Negócio Polietileno da companhia, Marco Antonio Quirino. "A planta de polietileno verde de 200 mil toneladas terá o start up (início) em setembro", disse o executivo, ao participar da abertura do estande da Tetra Pak na Fispal. A Braskem fornecerá à Tetra Pak polietileno desenvolvido a partir do etanol de cana-de-açúcar, para a produção de tampas plásticas.

O acordo de fornecimento, fechado no ano passado pelas empresas, prevê a entrega de 5 mil toneladas anuais de polietileno de alta densidade (PEAD) à fabricante de embalagens e representa o primeiro acerto para a utilização do PE verde na indústria mundial de alimentos e bebidas. Segundo Quirino, a Braskem fornecerá PE verde para a fabricação de tampas plásticas pela Tetra Pak no Brasil e na Europa. A petroquímica é parceira mundial da fabricante de embalagens.

Ainda no quesito sustentabilidade, a Tetra Pak comemorou hoje o aumento no número de embalagens produzidas com o selo FSC (Forest Stewardship Council), que garante o manejo florestal responsável de sua parceira Klabin, fornecedora de papel cartão. "Vamos atingir 4 bilhões de embalagens com o selo FSC este ano", comentou o vice-presidente de Estratégias de Negócios da Tetra Pak para América Latina e Mercosul, Eduardo Eiser.