Produção de plástico volta a crescer no País
06/11/2009

As indústrias de plástico brasileiras terão aumento no faturamento bruto dos próximos anos, depois da queda de 17% sofrida no primeiro semestre de 2009, em relação ao mesmo período de 2008. A projeção é do presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), Merheg Cachum. A diretoria da entidade acredita que, com a recuperação da economia mundial a indústria de plástico no Brasil e no Estado de São Paulo deve aumentar sua receita. O faturamento bruto do setor neste primeiro semestre foi de R$ 644 milhões, enquanto em 2008 o faturamento de janeiro a julho foi de R$ 800,1 milhões. Diz o presidente da Abiplast: "Todo o setor no Brasil terá crescimento. Sem dúvida a tendência, não digo este ano, mas nos próximos anos, é de forte crescimento. Não só as empresas, mas o governo, estão lutando por isso".
Merheg Cachum frisou que os principais fatores que vão contribuir para a retomada do crescimento do setor, que congrega cerca de 11. 500 indústrias, são: os incentivos fiscais, garantidos pelo governo federal; a exploração da autossuficiência em matérias primas como vantagem competitiva em relação a outros países; e o programa Export Plastic, que visa criar uma cultura de exportação entre as indústrias. Para ele, ainda que grandes eventos internacionais como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 também devem fomentar o setor de plástico, com o aumento da produção de brindes, como bandeiras. De acordo com a Abiplast, cerca de 48% das 11.500 empresas do País, estão localizadas em São Paulo, que além de ser o estado que concentra o maior número de empresas do setor, é lar de algumas das indústrias de alguns dos setores mais competitivos do País.

(Fonte: Investimento e Notícias)