Brasil planeja prorrogar antidumping sobre PVC importado dos EUA
22/10/2009

O Brasil avisou ontem na Organização Mundial do Comércio (OMC) que uma sobretaxa antidumping aplicada sobre o PVC americano, previsto para expirar em dezembro, poderá passar por revisão administrativa e continuar sendo aplicada. Os EUA tinham questionado o Brasil no Comitê de Medidas Antidumping, inconformados com a sobretaxa de até 16%. O PVC importado do México também é sobretaxado em até 18%, igualmente sob alegação de preço deslealmente baixo que ameaça a indústria nacional. O PVC é utilizado em construção civil e outras indústrias que vão de brinquedos a calçados. No ano passado, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou igualmente medidas antidumping sobre as importações de PVC-S originárias da China, de 10,5% a 21,6%, e da Coreia do Sul, de 18,9%. Com a recessão global, as medidas antidumping aumentaram, sendo o principal instrumento de proteção comercial de boa parte dos países, provocando repetidos alertas da OMC para o risco de mais contenciosos. O Brasil organizará, no dia 29 de novembro, em Genebra, uma reunião com ministros dos grupos de países em desenvolvimento para reiterar pela redução de subsídios e tarifas agrícolas.
(Fonte: O Globo)