Quattor e Petrobras avançam em acordo relacionado à nafta
26/10/2009

Em meio ao avanço das negociações que podem resultar na incorporação pela concorrente Braskem, a direção da Quattor, controlada por Unipar e Petrobras, decidiu manter inalterados seus planos estratégicos. Uma das frentes de trabalho, que está próxima de ser concluída, é a formalização do novo acordo de fornecimento de nafta da Petrobras para a Quattor. A empresa também dá continuidade ao trabalho de captura de sinergias originárias da própria criação da Quattor, estuda em quais países poderá instalar escritórios comerciais e, entre outros temas, analisa o possível aumento de demanda por resinas termoplásticas com a realização da Copa do Mundo no Brasil, em 2014. "A missão que me foi dada foi agregar valor a esse conjunto de ativos e eu continuo perseguindo isso. Essa é a visão que nós temos dentro da Quattor", afirmou o executivo, recusando-se a comentar sobre o andamento das negociações entre os controladores de Braskem e Quattor. Segundo fonte envolvida nessas conversações, os principais defensores de uma união entre as duas empresas são Petrobras e Unipar, controladores da Quattor. A companhia, apesar de dar andamento à atividade de todas as áreas, incluindo a equipe de pesquisas, sente os efeitos do custoso processo que foi a formação da Quattor. Neste momento, segundo Mallmann, não há previsão de novas ampliações de oferta ao longo dos próximos cinco anos. "No nosso horizonte hoje não vemos necessidade de ampliação de capacidade para atender nossos mercados", afirmou o executivo, lembrando que a empresa deve concluir até o próximo mês o plano de investimentos que movimentou aproximadamente R$ 2,4 bilhões.
(Fonte: Agência Estado e DCI)