Brasileiro assume Dow no Japão e Coréia
19/10/09

Diego Donoso que é responsável pelos negócios de plásticos da Dow Chemical na América Latina, está deixando o posto e assumindo a presidência da subsidiária da companhia americana no Japão e na Coreia do Sul. É a primeira vez que um brasileiro assume a presidência na maior empresa produtora de químicos e plásticos dos Estados Unidos. A Dow não revela a receita por países, mas a região Ásia e Pacífico, onde estão as operações japonesas e coreanas da companhia, responderam por US$ 8,9 bilhões em vendas no ano passado. A empresa apurou vendas, pro-forma, de US$ 66,9 bilhões, incluindo os negócios da Rohm & Haas, adquirida em abril. No lugar de Donoso para a diretoria comercial de plásticos, a Dow indicou o argentino Javier Constante, que estava na Espanha. Donoso entrou na subsidiária brasileira da Dow em 1991 e desde março de 2006 ocupava a função de diretor comercial de plásticos básicos para a região latina. Nos últimos tempos, o executivo vinha liderando as negociações para o principal projeto de investimento da companhia na América Latina: a fábrica de produção de polietileno a partir do etanol produzido da cana de açúcar em Santa Vitória, no Triângulo Mineiro, avaliada em US$ 1 bilhão. A expectativa é que a Dow encontre um novo sócio para a fábrica de plástico verde. No início do ano, Donoso ocuparia a presidência da K-Dow na América Latina, a joint venture petroquímica que a empresa americana chegou a negociar com a Petrochemical Industries Company (PIC), subsidiária da Kuwait Petroleum Corporation (KPC). No entanto, o negócio não foi para frente em razão da desistência de última hora da empresa árabe.



Fonte: (Valor Econômico)