PE quer ter zona de produtos para exportação
27/07/2009

O governo de Pernambuco quer aproveitar o projeto da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e do Banco Mundial de captação de investimentos ao País para intensificar o trabalho de atração de investimentos ao Estado, segundo explica o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Alberto Galvão. O governo trabalha no desenvolvimento de um polo farmoquímico, além da atração de empresas dos setores de petróleo e gás e da indústria naval para incrementar o complexo industrial e portuário de Suape, importante polo de negócios da Região Nordeste. O setor de tecnologia também está no foco de interesse dos pernambucanos. "Pretendemos sistematizar o trabalho de atração de investimentos, tanto de empresas de dentro do País quanto de fora", explica o secretário. "O sistema federal deve dar suporte aos Estados, nunca substituí-los", acrescenta Damien Shiels, um dos promotores de investimentos do Banco Mundial envolvido no projeto da Apex-Brasil. A atração de empresas interessadas em transformar suas unidades locais em plataformas de exportação também faz parte dos planos do governo pernambucano, que trabalha no desenvolvimento de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no Estado, segundo explica Galvão. "Diante da crescente internacionalização das empresas, essa é uma área que podemos explorar fortemente", diz o secretário.

(Fonte: O Estado de S. Paulo)