Sinproquim tem programa sustentável para pequena e média empresa
20/07/2009

O conceito de sustentabilidade abrange no setor industrial questões ligadas à segurança, saúde, qualidade e meio ambiente e que se não tratadas de maneira correta podem comprometer a gestão das empresas.
Pensando nisso, o Sinproquim - Sindicato das Indústrias de Produtos Químicos para Fins Industriais e da Petroquímica no Estado de São Paulo - lançou o Programa Preparar direcionado as pequenas e médias empresas dos setores químico e petroquímico para a consolidação de melhorias em diversos aspectos.
Primeiramente, é necessário uma avaliação da companhia no que diz respeito ao cumprimento das normas ambientais e de segurança no processo produtivo, além da questão da saúde dos colaboradores, procedimentos de gerenciamento e qualidade dos produtos finais.
Em uma segunda fase, há o processo de capacitação gerencial para que seja fornecido suporte as melhorias que serão implantadas. Ainda neste aspecto, o Preparar permite que as empresas melhorem sua eficiência na gestão empresarial, aumentem os canais de comunicação do setor, evitem perdas ou danos para que sejam garantidos ganhos econômicos de maneira sustentável.
Mesmo com um número considerável de pequenas e médias empresas do setor, a maioria não prioriza as questões relacionadas a uma gestão sustentável devido o alto custo e falta de estrutura para implantação. Nesta concepção, o Preparar foi desenvolvido com base no programa “Atuação Responsável”, da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e é reconhecido mundialmente por atender grandes indústrias do segmento.
Quanto a adaptação dos conceitos do programa para realidade das pequenas e médias empresas, esta somente foi possível por meio de uma parceria firmada pelo Sinproquim com a Abiquim e assim pode-se estabelecer diretrizes mais próximas da infraestrutura e do aspecto econômico dessas companhias.
Além disso, o sindicato tem se organizado para incentivar as empresas a participarem do Projeto Piloto do Preparar, sem custo na fase inicial. Na fase experimental, estas receberão suporte do sindicato e apoio dos técnicos da Abiquim. Já quando o programa estiver em funcionamento, este será oferecido com custo acessível.
O presidente do Sinproquim, Nelson Pereira dos Reis, enfatizou que um dos fatores importantes da participação no Projeto Piloto do Preparar está na troca de informações que as pequenas e médias empresas terão com as grandes companhias que fazem uso deste tipo de solução.

“Este suporte é fundamental, para que consigam dimensionar os ganhos que poderão alcançar com a implantação do programa”, afirmou Nelson Pereira dos Reis, Presidente do Sinproquim.
O executivo disse ainda que o Preparar foi planejado para que os empreendimentos atendessem à legislação por meio do aprimoramento dos sistemas de gestão e melhorias no processo produtivo.
Por fim, o presidente do Sinproquim lembrou que as exigências da sociedade fazem com as empresas busquem um posicionamento sustentável com ações de responsabilidade social e ambiental. “Terá maior competitividade no mercado globalizado aquela empresa que conseguir aliar economia, qualidade, respeito às pessoas e ao ambiente”, concluiu Nelson Reis.

(Fonte: Portal da Indústria Brasileira)