Braskem mantém aposta em renovável
15/06/2009

A Braskem vai investir R$ 8,2 milhões nos próximos três anos para ampliar pesquisas em propeno produzido a partir de fontes renováveis, para a produção de polipropileno. Os recursos serão financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que detém 50% do projeto. A ideia é buscar detalhamento necessário para atingir escala comercial, em parceria com a área de biotecnologia da Unicamp. “O dimensionamento do mercado definirá os próximos passos e prazos", afirma o diretor de Inovação e Tecnologia da Braskem, Antonio Queiroz. A empresa já registrou 219 patentes no assunto, sendo quatro em polímeros verdes, e já soma R$ 330 milhões em ativos dedicados à pesquisa e desenvolvimento, na produção de plástico verde. A Braskem lançou em abril deste ano a pedra fundamental do projeto de produção de etano – matéria-prima do polietileno – a partir do etanol, no polo de Triunfo (RS). O investimento é de R$ 500 milhões.

(Fonte: Portal Brasil Energia)