Plástico a partir da casca da mandioca e fibra de coco
15/06/2009

O descarte inadequado de plástico utilizado em reflorestamento está com os dias contados. Pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (SP) estão trabalhando na criação de um substituo ecologicamente correto. O projeto surgiu de uma parceria entre a UFSCar, a Corn Products Brasil e a Basf, que desenvolveram um composto que combina um plástico biodegradável, EcobrasTM, com fibras vegetais, como casca de mandioca em pó ou fibras de coco. Dessa associação, foi criado um plástico rígido o suficiente para produção de peças moldadas que não agridem a natureza, já que sua decomposição gera água, CO2 e biomassa. A decomposição desse composto ocorre quando ele entra em contato com o solo, sob ação de microorganismos naturais presentes no solo. O projeto teve sua primeira etapa, responsável por adequar o uso da casca de mandioca e fibra de coco, encerrada no início de 2009. A partir de agora, será necessária uma nova etapa para otimizar o processo e melhorar o produto.

(Fonte: Agência Estado)