Mais PVC
13/04/2009

A belga Solvay Indupa confirma a ampliação de seu complexo de soda cáustica, monômero (MVC) e policloreto de vinila (PVC) na unidade de Santo André, São Paulo. Segundo Carlos Tieghi, diretor comercial da empresa, a capacidade de produção da soda pulou de 120.000 para 170.000 toneladas/ano ao final de 2008. Quanto ao vinil, o monômero e o polímero tiveram suas respectivas capacidades nominais elevadas de 250.000 para 300.000 toneladas/ano, diz Tieghi. Ele atribui uma fatia de 10% a PVC em emulsão e o índice restante ao tipo em suspensão. Na próxima fase de expansão, a capacidade do PVC deverá ser da ordem de 60.000 toneladas/ano até 2010. Tieghi confia no bom desempenho do mercado interno do vinil este ano beneficiado pelas ações do governo para reavivar a economia brasileira em ano pré-eleitoral, caso dos incentivos fiscais às compras de materiais de construção, do plano de um milhão de moradias a serem erguidas sem prazo determinado e das redes de saneamento integrantes das obras públicas de infra-estrutura. Quanto aos tubos, maior segmento do PVC, Tieghi já há boas perspectivas em empreendimentos no Nordeste: a esperada partida da planta da Tigre em Escada (PE) e da unidade da Corr Plastik em Alagoas, esta voltada para o nicho de saneamento básico.

(Fonte: Plásticos em Revista Online)