Petroquímica de Paulínia
23/03/2009

O PAC do Governo Federal investiu R$ 610 milhões, na Petroquimica de Paulinia. Para a região de Campinas, no total, é previsto investimentos de R$ 32,9 bilhões, o que inclui um gasoduto, para os próximos anos. Os dados da Casa Civil da Presidência da República indicam ainda que, deste total, R$ 10,3 bilhões serão investidos em até dois anos e o restante, R$ 22,6 bilhões, depois de 2010. O gasoduto Campinas-Rio de Janeiro ficou com R$ 1,38 bilhão. Uma das prioridades do PAC é a reforçar a área energética, com projetos, na Região, como a Petroquímica de Paulínia e do Gasoduto Campinas - Rio de Janeiro, ambos concluídos. No total, foram investidos quase R$ 2 bilhões nas duas obras, R$ 1,3 bilhão para o gasoduto e R$ 610 milhões para a petroquímica. O Gasoduto Campinas-Rio é um dos 183 projetos da Petrobras, no PAC e foi desenhado para ter capacidade de transportar 8,7 milhões de m3 por dia de gás natural, por 800 quilômetros. O duto faz parte do Projeto Malhas da Petrobras, que prevê a implantação do transporte de gás nas Regiões Sudeste e Nordeste, e sua interligação até com a Bolívia. Já a Petroquímica de Paulínia tem capacidade de produzir 350 mil toneladas de polipropileno por ano com tecnologia avançada e próxima ao mercado consumidor.

(Fonte: Paulínia News)