Dilma reafirma que Brasil vai priorizar exportação de derivados petroquímicos
09/03/2009

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, reafirmou que o objetivo do governo brasileiro para os próximos anos, de alta produção de petróleo é exportar derivados petroquímicos, em vez de petróleo bruto. Segundo a ministra, por isso o governo tem como objetivo construir refinarias e fortalecer o setor petroquímico, para processar o grande volume da commodity que virá da região pré-sal. "Não pretendemos exportar petróleo bruto. Por isso queremos nos safar da chamada 'maldição do petróleo'", disse a ministra, em discurso no seminário internacional do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, em São Paulo. "Queremos exportar derivados petroquímicos", acrescentou. A expressão "maldição do petróleo" refere-se a países ricos em recursos naturais, mas que crescem menos, que os que não os possuem esses recursos, por exportar matéria-prima e não produto acabado. Ainda de acordo com a ministra, o governo trabalha para diversificar as fontes de fornecimento de gás natural, "aumentando a fonte de fornecimento interna e diversificando as importações através das importações de GNL". A ministra destacou ainda que o governo defende o aumento da presença de combustíveis renováveis na matriz energética brasileira: "primeiro utilizando biomassa e segundo, de forma complementar, a eólica".



(Fonte: Agência Reuters)