Petrobras reforçará investimento em refino até 2013
16/02/2009

O Plano de Negócios da Petrobras para o período 2009-2013 prevê investimentos de US$ 47,8 bilhões para a Área de Abastecimento e Refino e priorizará o aumento da capacidade de refino da companhia de modo a tornar o Brasil auto-suficiente também no processamento dos diversos produtos comercializados no País. As informações foram dadas na quinta-feira (12) pelo diretor de Abastecimento e Refino da Estatal, Paulo Roberto Costa. Segundo ele, a empresa investirá 73% do total na área de refino, 12% em petroquímica, 8% na de dutos e terminais e 7% no transporte marítimo. Para aumentar a capacidade de refino, a Petrobras manteve a previsão de construção de cinco novas refinarias, o que inclui o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Estão ainda previstos investimentos na construção das refinarias Abreu e Lima (Pernambuco), Clara Camarão (Rio Grande do Norte), Premium I (Ceará) e Premium II (Maranhão) e no Complexo Petroquímico de Suape, que terá uma unidade de fertilizantes nitrogenados. Também estão previstas obras de conversão e qualidade de produtos nas refinarias existentes, com destaque para as metas de produção de diesel e gasolina com menor teor de enxofre, além de investimentos em dutos e terminais. Com os investimentos na área de refino, a carga de petróleo processada nas refinarias do país deverá passar dos atuais 1,791 milhão de barris para 2,270 milhões em 2013 e 3,012 milhões em 2020, com um aumento médio anual de 4,8%.

(Fonte: Agência Brasil e o Jornal do Commercio-PE)