Polo de Suape
09/02/2009

A área do Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca, aumentou, passando dos atuais 13.750 hectares para 13.963 hectares. O Governo de Pernambuco desapropriou 213 hectares de terra, da Usina Salgado e destinou a área, para a ampliação do território de Suape. A área fica contígua à Refinaria Abreu e Lima que está sendo construída no polo. O diretor de Planejamento de Suape, Luciano de Albuquerque, explicou que a “cada dia que passa, Suape apresenta demanda por espaço, com a vinda de novos empreendimentos. Segundo ele, o novo terreno será destinado à expansão do setor petroquímico”. Na última desapropriação, ocorrida em Ipojuca, o complexo industrial registrou um acréscimo de 250 hectares, à sua planta. A diretoria de Suape prorrogou, para o próximo dia 2 de março, a abertura dos envelopes com as propostas para execução das obras de duplicação da TDR-Norte e da revisão do contorno do Cabo de Santo Agostinho.



(Fonte: Folha de Pernambuco e Jornal do Commercio-PE)