A retomada do setor químico
09/02/2009

Situação parecida com a vivida pela indústria automotiva, que pode retomar a produção, depois de pisar forte no freio, ocorreu com a área química. Segundo Otávio Carvalho, diretor da consultoria Maxiquim, especializada no setor químico e petroquímico, os clientes das indústrias químicas começaram o ano sem estoque e a tendência é que a atividade seja retomada, nos próximos meses. Carvalho observa que "o nível mais baixo da atividade industrial já foi atingido, na virada do ano, isso porque, as empresas brasileiras pararam de comprar produtos químicos, quando viram os preços internacionais despencarem até 70% com a crise, o que gerou a expectativa de que os preços cairiam internamente também. Com isso, "as empresas passaram, consequentemente, a reduzir a produção e consumir seus estoques."



(Fonte: Caderno Mercado Aberto, da Folha de S. Paulo)