Setor de cloro-soda amplia capacidade, mas produz menos
26/01/2009

O volume total de cloro produzido em 2008 foi de 1,23 milhão de toneladas, 0,5% mais que um ano antes, segundo os dados divulgados na última terça-feira (20) pela Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor). Já a produção de soda foi elevada em 0,6%, para 1,34 milhão de tonelada. A capacidade total instalada da indústria de cloro-soda foi ampliada em 7% no ano passado, a produção do setor registrou um crescimento quase vegetativo. Produzidos em conjunto, mas consumidos separadamente, o cloro e o sódio podem ser vistos como termômetros do desempenho da indústria, já que são usados como insumo na fabricação de diversos produtos, como papel, celulose, alumínio, PVC, químicos, farmacêuticos, alimentos e outros. O aumento de capacidade conquistado em 2008 equivaleu a 100 mil toneladas a mais no parque industrial do País, resultado de um investimento feito pela Carbocloro, uma das maiores empresas do setor, e totalizou 1,4 milhão de toneladas. A produção efetiva, no entanto, foi apenas 6 mil toneladas maior em relação ao ano passado. "Até setembro, estávamos trabalhando praticamente com a capacidade inteira tomada, mas infelizmente o quarto trimestre teve um impacto muito grande e refletiu no ano como um todo", disse Fernando Butze, presidente da Abiclor. Com isso, o nível de utilização da capacidade encerrou o ano dois pontos percentuais abaixo que 2007, a 86,4%.

(Fonte: Gazeta Mercantil)