Construção civil consome 67,6% do PVC produzido no Brasil
17/11/2008

O setor brasileiro de construção civil consumiu 67,6% de todo PVC produzido no Brasil em 2007, frente os 64,9% em 2006 e 63,5%, em 2005, de acordo com levantamento do Instituto do PVC. Para o diretor do instituto, Miguel Bahiense Neto, a porcentagem deve aumentar, nos próximos anos, já que o setor tem mostrado um crescimento rápido, desde 2005. Ainda de acordo com o estudo da entidade, a demanda nacional da resina pela construção civil, poderia crescer a uma taxa entre 7,5% e 9%/ano, até 2015, cenário que pode vir a mudar com a crise – fator não contabilizado no estudo. Para Bahiense Neto, os investimentos anunciados na ampliação da capacidade de produção, da Braskem e da Solvay são suficientes para satisfazer a crescente demanda do País. E lembra, também, que o setor poderá dispor do novo PVC, derivado de fontes renováveis: “é o mesmo produto, só que feito de matéria-prima diferente. O conceito de desenvolvimento sustentável impulsionou as empresas a investirem em novas soluções”. A Solvay Indupa está ampliando sua planta, em Santo André, em projeto que deve estar concluído, no 2º trimestre em 2010 e que permitirá aumentar a capacidade de PVC, em 55 mil toneladas, chegando a 330 mil. A empresa também está construindo, no País, uma planta com capacidade de 60 mil toneladas de etileno, que usará biocombustível de cana-de-açúcar, como matéria prima e que será utilizada em sua cadeia produtiva de PVC. A indústria nacional de PVC produziu 365 mil toneladas no 1º trimestre de 2008, num incremento de 9%, frente ao mesmo período do ano passado, quando o consumo aparente subiu de 390 mil para 548 mil toneladas, um aumento de 40%.


(Fonte: BN Américas)