Eficiência no controle das principais pragas da cana será tema de palestras da Basf no Insectshow
27/10/2008

A safra de cana-de-açúcar deste ano deverá crescer 11,4% no Brasil, em comparação com o ano passado. Segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) serão colhidas 710,28 milhões de toneladas, a maior safra da história do país. São Paulo é o grande produtor nacional, e a região Oeste do Estado, para onde mais avançam os canaviais, a cultura representa cerca de 15% da área agricultável. Com o crescimento da área plantada também aumenta a incidência de pragas nos canaviais. Os prejuízos variam conforme a espécie e o nível populacional. Em alguns casos podem provocar sérios danos, com redução significativa de produtividade. Com intuito de contribuir com pesquisa e tecnologia e amenizar os prejuízos causados pelas pragas nos canaviais brasileiros, a Basf, líder no mercado de cana-de-açúcar, participará do INSECTSHOW – 4º Seminário Nacional sobre Controle de Pragas da Cana-de-Açúcar, acontecerá nos dias 29 e 30 de outubro no Centro de Convenções de Ribeirão Preto (SP) e irá reunir cerca de 400 pessoas ligadas ao setor canavieiro, entre pesquisadores, representantes de usinas, fornecedores de cana e consultores. Das 13 palestras do evento, a Basf fará duas apresentações: O primeiro tema será Biologia e controle do complexo de pragas de solo, palestra proferida pelo consultor Newton Macedo, ex-professor da Universidade Federal de São Carlos. Ele destacará o controle de alguns cupins e migdolus1 com o uso do inseticida Regent 800 WG®, e seus efeitos agregados em outras pragas como a broca. O inseticida proporciona aumento significativo de produtividade e um retorno acima do capital investido. Já a palestra Produtividade e longevidade dos canaviais tratados com Regent 800 WG® será feita por Nilton Degaspari, Gerente de Desenvolvimento de Mercado para Cana-de-Açúcar da Basf.

(Fonte: Site da Basf)